Além de mim

Mesmo quando perco-me dentro do meu mundo, ainda sinto o mundo de fora.

Sinto o cheiro da manhã, o gosto do café. Vejo os rostos das pessoas, suas aflições, suas alegrias. Ouço os barulhos dos carros, das conversas perdidas, das construções.

Mesmo quando não estou mais presente, ainda sou capaz de ser empática com esse mundo. Porém, tudo parece-me distante e automático. Já não existe mais a minha alma vivenciando essas experiências. Por alguns instantes já não sou mais eu nesse lugar. Misturo-me ao abstrato da vida e entrego-me ao acaso. Chega de pensar em coisas lógicas. Chega de ser um ser  racional. Quero apenas deixar-me levar pelo vento, por este lago adentro. Sinto-me em paz aqui, no meu paraíso incorruptível. Deixe-me aqui até o sol se pôr.

Beijos!

Categories: Cantinho da redação | Tags: , , , , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

site na WordPress.com.

blogfjteste

A great WordPress.com site

Perfeita Assimetria

Porque a "perfeita simetria" é muito chata. Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante.

Animalescos

Site dedicado aos nossos melhores amigos

Uma Sul Americana

Blog de viagem da América do Sul

Literatura é a tua mãe

Porque na realidade, a literatura é mãe de todos nós

Alvorada dos Povos

Insistir, Persistir, Lutar…

Edgar de Sousa

Coisas parvas da Vida!

%d bloggers like this: