Toque de Mestre – José Saramago

Bom dia queridos leitores!

Hoje apresento a vocês um pouquinho da história de mais um grande mestre: José Saramago.

“Ele nasceu na aldeia de Azinhaga, província do Ribatejo, em  16 de Novembro de 1922. Os seus pais emigraram para Lisboa quando ele não havia ainda completado dois anos. A maior parte da sua vida decorreu, portanto, na capital, embora até aos primeiros anos da idade adulta fossem numerosas, e por vezes prolongadas, as suas estadas na aldeia natal.
Publicou o seu primeiro livro, um romance,  Terra do Pecado, em 1947, tendo estado depois largo tempo sem publicar (até 1966). Em 1972 e 1973 fez parte da redação do jornal Diário de Lisboa, onde foi comentador político, tendo também coordenado, durante cerca de um ano, o suplemento cultural daquele vespertino.
Pertenceu à primeira Direção da Associação Portuguesa de Escritores e foi, de 1985 a 1994, presidente da Assembleia Geral da Sociedade Portuguesa de Autores. Entre Abril e Novembro de 1975 foi diretor-adjunto do jornal  Diário de Notícias. A partir de 1976 passou a viver exclusivamente do seu trabalho literário, primeiro como tradutor, depois como autor. Casou com Pilar del Río em 1988 e em Fevereiro de 1993 decidiu repartir o seu tempo entre a sua residência habitual em Lisboa e a ilha de Lanzarote, no arquipélago das Canárias (Espanha). Em 1998 foi-lhe atribuído o Prémio Nobel de Literatura.
José Saramago faleceu a 18 de Junho de 2010.”
(TEXTO RETIRADO DO SITE http://www.josesaramago.org, PORTAL OFICIAL DO ESCRITOR).

Confesso que conhecia pouco sobre Saramago, mas que depois de pesquisar sobre ele, me deu uma vontade enorme de ler suas obras.

E para finalizar, deixou uma pequena descrição do autor feita por Luís Antônio Giron, do “Página da Cultura”.

“O legado de José Saramago foi reinventar a língua portuguesa. Nesse sentido, ele foi tão importante para ela quanto Luís de Camões, Antônio Vieira e Fernando Pessoa. Saramago recriou a pontuação e a narrativa do português, e fez de seu estilo uma forma de ver o mundo. Talvez o velho militante anticlerical odiasse o termo, mas não posso evitá-lo: José Saramago é um dos papas da língua.”
Categories: Toque de mestre | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

blogfjteste

A great WordPress.com site

Perfeita Assimetria

Porque a "perfeita simetria" é muito chata. Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante.

Animalescos

Site dedicado aos nossos melhores amigos

Uma Sul Americana

Blog de viagem da América do Sul

Literatura é a tua mãe

Porque na realidade, a literatura é mãe de todos nós

Alvorada dos Povos

Insistir, Persistir, Lutar…

Edgar de Sousa

Coisas parvas da Vida!

%d bloggers like this: