Cantinho da redação – O mundo de Ana

ImagemAna adorava o cheiro das flores, o gosto da chuva, a brisa do mar.

Ana não conhecia o medo, a tristeza, a mágoa. Ela sonhava com dias cada vez mais lindos e cheios de emoção. Ela vivia em um mundo à parte.

O mundo de Ana pertencia somente a ela. Vinham os bombardeios, os noticiários, os colapsos financeiros, mas nada lhe atingia.

Para ela a visão de um lugar sem defeitos apagava toda a dor que havia vivido no último furacão que passou por seu destino.

Ana perdeu os pais em uma troca de tiros no verão de noventa e nove. A irmã mais velha adoeceu e foi-se quando ela ainda era menina. Já os irmãos mais novos foram enviados a um abrigo na esperança de serem adotados. Ana foi depositada no mundo com um saco de lixo. Passou pelos piores pesadelos que uma jovem de dezoito anos imaginaria passar, mas decidiu que não seria apenas mais uma falha da sociedade. Buscou algo que pudesse lhe devolver a esperança e o encontrou em um anúncio de jornal, onde era oferecido um curso com transporte, alimentação e material gratuito. Era a chance de mudar a sua história e ainda garantir a sua refeição diária. Agarrou-se de corpo e alma a essa oportunidade que o destino lhe oferecia. Tornou-se a melhor da classe e formou-se com honra. Com muito esforço conquistou o seu primeiro emprego e destacou-se por sua pró-atividade e dedicação.

Ao mesmo tempo em que trabalhava, fazia sua faculdade de economia. A rotina não era fácil: acordava às cinco da manhã, atravessava a cidade, trabalhava até às dezoito horas e estudava até às dez e meia da noite. Havia dias em que Ana dormia por volta das duas da manhã.

Todo o esforço dela foi compensado pela conquista da formatura. Sozinha, ela chorava de alegria ao constatar que agora tinha mais uma chance de mudar a sua história, e ela mudou. No último ano concluiu o seu doutorado na Alemanha e logo após se casou com Carlos, a quem conheceu em um dos vários seminários que frequentou durante a sua vida acadêmica.

Ana é apenas um dos exemplos de pessoas que não se contentam com a sua realidade e lançam-se ao mundo em busca de algo mais.

“Jamais teremos a certeza de que dará certo, mas só saberemos se tentarmos.”

Um grande abraço e um ótimo dia!

Categories: Cantinho da redação | Tags: , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

blogfjteste

A great WordPress.com site

Perfeita Assimetria

Porque a "perfeita simetria" é muito chata. Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante.

Animalescos

Site dedicado aos nossos melhores amigos

Uma Sul Americana

Blog de viagem da América do Sul

Literatura é a tua mãe

Porque na realidade, a literatura é mãe de todos nós

Alvorada dos Povos

Insistir, Persistir, Lutar…

Edgar de Sousa

Coisas parvas da Vida!

%d bloggers like this: