Função emotiva

 

Bom dia Pessoal!

Hoje falaremos sobre a função emotiva, aquela em que o redator coloca o seu posicionamento diante do assunto abordado.

A função EMOTIVA OU EXPRESSIVA é usada quando a intensão do autor é posicionar-se em relação ao tema que está tratando e é uma forma de expressar seus sentimentos e emoções. Exemplos deste tipo de função são os depoimentos, as entrevistas, as críticas subjetivas das manifestações artísticas, etc.

A função emotiva possui uma estrutura centrada no emissor, que é revelada por algumas marcas gramaticais como verbos e pronomes em 1ª pessoa, interjeições, adjetivos valorativos, alguns sinais de pontuação como reticências e os pontos de exclamação.

Resumindo, a função emotiva é usada para expressar os sentimentos do autor dentro do texto, marcando assim, o seu ponto de vista sobre determinado assunto.

Ouça o poema, QUERO, de Carlos Drummond de Andrade e perceba como autor expressa toda sua emoção em seu texto.

 

 

Espero que tenham curtido o nosso tema hoje Galera e não se esqueçam, te espero aqui amanhã pra mais uma pouco de Redação no café. Beijos🙂

 

Categories: Dicas, Redação | Tags: , , , , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

blogfjteste

A great WordPress.com site

Perfeita Assimetria

Porque a "perfeita simetria" é muito chata. Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante.

Animalescos

Site dedicado aos nossos melhores amigos

Uma Sul Americana

Blog de viagem da América do Sul

Literatura é a tua mãe

Porque na realidade, a literatura é mãe de todos nós

Alvorada dos Povos

Insistir, Persistir, Lutar…

Edgar de Sousa

Coisas parvas da Vida!

%d bloggers like this: